Avesso

Todas às vezes que a vida nos vira pelo o avesso, ela quer nos mostrar o lado mais bonito que temos, é o interno. Esse lado, ele guarda o que há de melhor no ser humano, porque nele estão contidos os valores que cada um de nós carregamos.

” Quando a vida te virar pelo avesso agradeça, porque nesse ato que chacoalhar, ela tem uma lição que você precisa aprender”.

Ninguém nasce sabendo tudo. O que vivemos é na verdade, a experiência de cada etapa. São através delas que amaduremos. Por isso, é que às vezes, o valor do avesso pode ser sempre uma experiência boa, que deva ser inclusive, encarada com uma certa receptividade. Claro, por que não? Somos nós, os donos de nossas vidas e nossas ações. O ser humano reage partir do que pensa, ou daquilo que é provocado a pensar.

Os nossos pensamentos, as nossas ações, eles direcionam os nossos caminhos e a nossa maneira de agir. A vida, o intelecto exigem atenção o tempo inteiro de tudo o que fazemos. A pressão do dia a dia, provoca um desgaste em nós, e em tudo o que construímos, seja em casa, na relação com o outro, no trabalho ou mesmo, em qualquer coisa que você faça. E note uma coisa, quando há uma ruptura, na verdade, uma desconexão na relação que construímos com o outro por exemplo, sofremos uma perda, porque rompe-se um vínculo importante daquilo que deveríamos considerar importante no tratar, na maneira de ser e simplesmente falhamos.

” O ser humano é falho. É ingênua a idéia de que podemos ser perfeitos ou bom o tempo inteiro.”

Ninguém consegue ser bom o tempo inteiro que não errei com os outros ou com nos mesmos. Só que ao chegarmos nesse ponto, também chegam as cobranças, talvez a maior delas seja a nossa, porque é diante de experiências negativas que se tem o sentimento de culpa, de nos sentirmos incompreendidos. Isso faz com a gente, se sinta sobrecarregado, as vezes até desconectados das pessoas em nossa volta ou do mundo. A idéia de acolhimento que se tinha em relação a nós , ela simplesmente some. Aí vem uma confusão mental, tudo passa a ser visto com uma certa distorção. É um ciclo permeado de dúvidas, sentimentos como rejeição e tudo aquilo que nos acompanha. É o tempo do avesso.

[…]

O avesso é o tempo necessário que nós precisamos passar para construir aquilo que deixamos por algum motivo lá atrás. Talvez, por negligência e as coisas foram acumulando ao invés de …passarem. Tem pessoas que culpam o tempo, não. O tempo com ou sem você ele continua sendo tempo. As coisas, a vida, as relações, ganhos e perdas, são consequências de nossas ações. A vantagem de quando um ciclo desse é interrompido é que você é livre para começar outro. Agora, só não deve ser desatento porque do contrário, fracassa no mesmo ponto. Todavia, fracassar e não assumir a nossa relação de culpa com aquele resultado e terrível, porque isso no fundo, faz nascer um sentimento de revolta. Eu não digo que você não possa sentir revolta, pode. Eu acho que devemos viver a verdade de todos os sentimentos para só então, sermos capazes de construir uma relação verdadeira, não com o mundo, mas conosco. Pois se a gente se ama e se importante, considera as nossas falhas, o avesso pode ser descrito até com um certo romantismo, mas sem esquecer, claro – daquilo que precisamos enxergar. Às um ‘amigo’, amigo mesmo sabe? Ele tenta nos mostrar aonde estamos errando, mas aí, digamos num ‘ ato de rebeldia’, agimos de maneira até indelicada, falhamos com essa pessoa também, só para certificar que o errado de que nós estamos certos, ele não […]. Todavia, com o passar do tempo, e aqui não joguemos o saldo no tempo, mas o momento em que faltou a reflete exata, é que se percebe o erro.

Assim as coisas acontecem, quando a vida quer nos mostrar algo, ela sempre encontra uma maneira. Agora, cabe a nós harmonizar ‘flores e espinhos ‘. Às vezes, no momento de maior vulnerabilidade, é que descobrimos o quanto somos fortes…porque a vida nos faz enxergar essa fortaleza. A vulnerabilidade tem um lado valioso que, na verdade, é construir ou fortalecer aquilo que é importante em nós e para nós. Portanto, valorize esses momentos…eles nos ajuda melhorar em muitas coisas, digamos que eles faz com que a gente floresça naquilo que precisamos.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Amando a vida como ela é

Santarém, Pá 30 de novembro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: