Mulheres que sofrem por amor

Este título pode parecer estranho, especialmente quando se fala a respeito de amor. “O amor não nos engana, nem coopera para que alimentemos o autoengano.”

Marii Freire.

É bem verdade que alguém possa discordar da minha maneira de pensar e dizer ” no amor tem umas situações embaraçosas”, que podem gerar sofrimento. Até um certo ponto, eu concordo. Existem algumas situações de conflito que podem gerar um certo estresse, mas passou disso, digo que ” não é amor”. Às condições do amor são diferentes daquilo que causa inquietação, incertezas.

Às vezes, quando você nota um ser humano “patinando, patinando ” numa relação, digamos assim, sofrendo por conduzir na verdade uma relação de forma solitária, é bom ficar atento, porque aí, só existe uma pessoa amando, enquanto a outra se enche de estratégia, seja para encontrar algo melhor, ou porque mesmo, incapaz de amar.

É comum encontrar consultórios que tratam sobre relacionamentos, onde estes, estão sempre cheios, e na sua maioria, são as mulheres quem mais os procuram para relatar que o companheiro ou a companheira já não tem os mesmos sentimentos de antes. Que na maioria das vezes, essas pessoas estão sempre sozinhas e quando elas, ao procurar os parceiros, maridos ou namorados para conversar, eles têm sempre as mesmas desculpas, a de que não têm tempo. Pergunto eu nesse caso, é falta de tempo, ou de prioridade? A falta de tempo é a mentira mais comum para enganar a quem espera uma resposta contundente. Nao existe falta de tempo, existe falta de prioridade. Quem quer, encontra uma maneira de se fazer presente. O que acontece é que, muitas mulheres acreditam no que os homens falam só para não perdê-los.

Dessa forma, as mulheres fazem vista grossa por medo de contestar ou perder a companhia de quem ama. Ou porque não quer ser vista como a ‘chata e exigente’. Só que, com o passar dos anos, de tanto ” engolir mentiras”, elas começam a ficar vazias. A mentir para si mesmas, por conta do que permitem. Aí vem o choro, o medo, a depressão, e a dúvida sobre o caráter do próprio companheiro. Com os anos, essa negligência tem resultado e resultado negativo. O que vai acontecer é que essa mulher vai ser abandonada, vai ficar sozinha, E no momento que não for possível fazer mais nada, é que ela vai se questionar: será que eu fui a culpada de alguma coisa? E se ele estiver falando a verdade que, eu é que sou a exagerada? ” Alice, acorda querida!”. Eu recomendo não perder mais tempo com quem justamente diz não ter tempo pra você.

Amor não é isso. Amor é aquilo que se apresenta de forma autêntica e que inclusive, nos ajuda a vencer os obstáculos da vida. Obstáculos que eles mesmos, os homens, muitas vezes ajudam criar, por criar uma situação falsas de conforto, de lealdade, e no final, nos deixar na dúvida.

Um homem que ama, ele sempre vai querer passar segurança em qualquer circunstância, nunca a dúvida. Vai fazer questão de explicar as coisas pra você, mulher. Ele jamais deixar você numa situação desconfortável, onde para tirar as dúvidas, cedo ou tarde, terás que ir atrás do que atormentar, causa insegurança, vamos dizer assim. O defeito de muitos homens é que eles abandonam as mulheres para ficar com outras. Sabe o pedreiro? Quando você percebe que ele presta um serviço na tua casa, mas chega fora do horário e ainda, faz um trabalho que não presta, ou seja, fica dando manutenção em duas obras, “pode contar que tem!”. A mentira é algo que destrói os relacionamentos. E as vezes é tão fácil enxergar. Pois as evidências sao tantas, que o motivo se torna muito claro. O problema é que muitas vezes, não sequer ter certeza e quando ela vem, porque de uma maneira ou de outra, ela chega, pode ser tarde.

Às faltas sempre chegam através de pequenos detalhes, são alertas que você não pode fingir que eles não aparecem. É como uma doença, ela não chega de uma vez, antes fica emitindo sinais, você só precisa saber interpretar.

O amor nunca vai se confunde com indisposição, com o receber pouco, ou com aquilo que controla. O amor é um cuidado louco, um carinho fora de hora, um beijo se proteção, um afago em forma de delicadeza. Agora, quando a mulher descobre que foi ‘traída ‘, veja, não falo traída fisicamente, mas que houve uma ruptura em relação ao compromisso de lealdade, ela busca razão no sofrimento. É como se ela se sentasse na frente dela mesma e fosse abrir uma ‘ gaveta ‘pensando ‘ encontrar as falhas, que se pensar muitas vezes, nem existe. Exatamente por ela ter sido uma mulher atenta a tudo. Aí é que está a dificuldade da mulher superar, melhor, suportar. Mas, ela teve muito tempo para refletir, as faltas, as desculpas, as vezes que ele deixou ela em dúvida. São situações cotidianas que vão passando devagar. Mas, no final, é a mulher quem fica doente por não ter prestado atenção exatamente quando deveria.

Nessas horas, eu digo que é melhor lidar com a verdade de uma forma inteligente do que mais adiante ter que lutar contra si mesma ( reconhecer os erros). Isso sim, é desgastante. A frieza do homem, o fato dele fazer essa mulher um ser não amável, certamente irá refletir de uma maneira negativa lá na frente. Ele não, vai continuar a vida de sempre. Mas, ela vai ficar cheia de rancor por conta do desamor, das ofensas e tudo que nasce dessas ocasiões assim.

Relacionamento definitivamente, não é isso. Quando você quer conquistar alguém você é gentil. Sabe se comunicar, interpretar o outro, ouvir, ser romântico. O amor tem essa coisa da idealização, da fantasia. O homem sabe ser simpático, oferecer um tratamento prazeroso. O amor se verdadeiro, ele passa pela reconquista. Mas, você nota que são exemplos completamente diferentes, a relação com o seu parceiro, sinto em dizer , mas uma separação vem pela frente.

“Na vida, é interessante compreender o seguinte: é bom ficar apaixonada. Melhor, ainda é se curar de uma paixão. “

Nós mulheres, não precisamos corrigir ou segurar ninguém para que fique do nosso lado. Essa vontade deve ser espontânea. Tem que ser uma manifestação da vontade do outro, ele também tem que demonstrar que gostar. A gente não ama por dois. Amor é complemento. Nao tem, não insista. E se tiver que se [re]construir para um novo começo, faça, o quanto antes. O maior abandono não é do outro, mas é o nosso.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Freepik

Santarém, Pá 13 de novembro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: