Fernando Pessoa

Segue o teu destino,

Rega as tuas plantas,

Ama as tuas rosas.

O resto é sombra

De árvores alheias.

A realidade

Sempre é mais ou menos

Do que nós queremos.

Só nós somos sempre

Iguais a nós próprios.

Suave é viver só

Grande e nobre é sempre

Viver simplesmente.

Deixa a dor nas aras

Como ex-votos aos deuses.

Vê de longe a vida

Nunca a interrogues.

Ela nada pode

Dizer-te. A resposta

Está além dos deuses.

Mas serenamente

Imita o Olimpo

No teu coração.

Os deuses são deuses

Porque não se pensam.

Odes de Ricardo Reis. Fernando Pessoa ( Nota de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor). Lisboa: Ática, 1946 ( imp. 1994)

Arquivopessoa.net

Marii Freire Pereira

https:// pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. plus.google.com. Ponte Vasco da Gama/ Lisboa.

Santarém, Pá 21 de outubro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “Fernando Pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: