Gênios da Literatura

Vamos falar de Literatura? Vamos falar de três grandes gênios da literatura que atravessaram séculos, mas que essas pessoas continuam tendo as suas obras no topo da preferência mundial? Sim, esses autores são: Miguel de Cervantes, Shakespeare e Machado de Assis. Temos um brasileiro consagrado entre todos os nomes. Entenda, não estou dizendo que no Brasil não tenha autores maravilhosos, não é nada disso. O que estou afirmando é que dentre essa gama de autores maravilhosos que temos, há um nome forte para representá-los dentre todos os outros nomes, que no caso é nome de Joaquim Maria Machado de Assis. Mas, isso, falaremos depois, vamos para o Cervantes.

Miguel de Cervantes – é o percursor do realismo espanhol, um autor magnífico que tem como principal obra o romance Dom Quixote de La Mancha. A obra foi escrita em 1605 e é considerado um best-seller de todos tempos.

Segundo especialistas, Cervantes teria vindo de uma família humildade, teve uma infância muito pobre e por conta dessa privação econômica, isso teria comprometido a sua formação intelectual. Mas, nem por isso deixou de ser um gênio.

Shakespeare- é um dramaturgo inglês, autor de vários trabalhos como Hamlet, Romeu e Julieta, entre outros.

Shakespeare como muitos autores teve a experiência com a pobreza, aliás, essa é uma marca forte da maioria dos autores, a pobreza sempre esteve presente em alguma fase da vida deles, senão no começo, pelo menos no fim. Tanto que muitos morreram pobres. Mas, como dizia, Shakespeare teve que deixar a família cedo e ir refugiar-s em Londres. Lá assumiu diferentes funções, dentre elas, trabalhou como guardador de cavalos na porta do teatro James Burbage ( ebiografia.com), e com o passar dos anos ele foi investindo na sua formação, escrevendo peças anônimas, comédias e outros. Mas, foi durante o reinado de Elizabeth I que Shakespeare chegou ao clímax de amadurecimento de seu trabalho, porque aí, ele pode digamos assim ” nascer” para o mundo. Dentre as obras mais conhecidas estão no caso, Hamlet, que é uma das marcas fortes do autor, uma vez que, há um mergulho na profundeza humana, questiona a respeito de valores e como se dava essas relações. De mesmo, tem-se o Clássico Romeu e Julieta. Uma história de Amor e ódio que convida-nos a fazer uma reflexão desse romance e a realidade. Na verdade, questionar alguns valores a respeito da vida é seus preceitos.

Machado de Assis- Um dos brasileiros considerados por muitos críticos como um ” gênio “. De família humildade, menino que ajudava a madastra a vender doces para sustentar a casa, Joaquim Maria Machado de Assis, saiu do anonimato e do Morro para à vida de intelectual na cidade. Uma trajetória marcada por contradições, amadurecimento, mas que resultou a literatura brasileira toda essa riqueza de um menino de subúrbio poderia acrescentar. É considerado um escritor irônico é pessimista, principalmente nas suas últimas obras.

Todavia, o trabalho de Machado é uma coisa maravilhosa porque supera qualquer expectativa. A forma de mergulhar no mais profundo de seus personagens é uma coisa espantosa. Além outraaerie de observações, Machado soube mergulhar nas contradições humanas como ninguém. Mais, esse homem que tanto mexeu no imaginário das pessoas também denunciou através de suas obras uma série de situações, dentre elas, o que mais chamou e n a verdade, se você bem avaliar, ainda chama a atenção que no século XX, que era essa coisa sustentada pela ‘superioridade natural’ da classe branca sobre raça mestiça, negro e índios , etc. E que o Machado voltou os seus olhos e denuciou aquilo. Na verdade, a pessoa de Machado, resume-se numa frase construída pelo Carlos Faraco num livro chamado Várias histórias, diz o seguinte : ” Machado de Assis revelou um mundo de dentro pra fora “. A verdade é que, dentre todos os brasileiros, é considero como um gênio de todos os tempos. De Memórias Póstumas, que é um clássico da literatura brasileira, ao seu derradeiro romance que foi Memorial de Aires, Machado nos assiste em seu ‘eterno aposento’ como um gigante. Claro, eu não poderia esquecer de mencionar que ‘ rodeado de amigos ‘, que também muito contribuíram para compor essa linha. Um exemplo, Guimarães Rosa.

Sabe porque esses autores são chamados de gênios da literatura? Porque dentre tudo o se é lançado no mercado, seja produtos destinados a livrarias, cinemas e outros. Você nota que esses produtos têm um tempo de vida, e que ficam no mercado por um determinado período. Porém, esses três autores não. Tenha o lançamento que tiver, passe o tempo que passar eles são atemporais no gosto das pessoas. Isso é maravilhoso porque se perpetuam no imaginário coletivo atravessando aí, séculos e séculos. Eles fazem parte daquilo que a literatura considera como essencial que o conhecimento.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagens: Pinterest. NoSweatShakespeare: ModerShakespeare Resources. Miguel de Cervantes. Wikipédia.org. Machado de Assis:// pensamentos.me/ VEM comigo! -arquivo pessoal. Machado de Assis ( Várias Histórias, Série Bom Livro ( Obra&Vida). São Paulo. Ática,1997

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Santarém, Pá 16 de outubro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: