Florbela Espanca

[…]

O que trago

Em mim? Eu ouço bocas silenciosas

Murmurar-me as palavras misteriosas

Que pertubam meu ser como um afago!

E n3sta febre ansiosa que me invade,

Dispor a minha mortalha, o meu burel,

E, já não sou, Amor, Soror saudade…

Olhos a arder em êxtase de amor,

Boca a saber a sol, a fruta, a mel:

Sou a charneca rude a abrir em flor!

Florbela Espanca. Charneca Em Flor. Vol.2 Livro de Soror Saudade, Charneca em flor, Reliquiae. Porto Alegre, L& PM POCKET. 2018.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Lotus Seed

Santarém, Pá 10 de outubro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: