Dê menos ouvido, não se vitimize

Há respostas que só se tornam possíveis quando fazemos silêncio. Enquanto estivermos numa zona nublada, corrigindo e se negando a enxergar aquilo que precisamos, dificilmente as teremos.

Tem muita gente que costuma fazer bobagem por conta de apego e medo. Não se engane, o que é seu permanece, e o que não é o tempo varre, leva pra longe. Muitas mulheres dizem que são reféns do abandono de seus parceiros. Algumas até são, mas na maioria das vezes, são delas próprias. Veja que hilário, mas é um engano se enganar. O que essas mulheres precisam é se reorganizar, é passar um bom tempo não pensando nos motivos de negação do outro, mas de acordar, ficar sozinha consigo e aproveitar esse tempo para fazer uma boa reflexão acerca do que ela precisa amadurecer.

Algumas respostas são demoradas porque elas precisam desse tempo de amadurecimento, desse estado mentativo. Muitas só são capazes de satisfazer o ego quando existe um silêncio. Já outras outras, precisam de alguma forma, externar. São pessoas que brigam, gritam, querem prender o parceiro ou parceira ao seu lado. E para isso, ultrapassam limites. Ou simplesmente, na última tentativa, são capazes de destruírem a autoestima do outro. É um erro, porque se a pessoa não tem capacidade de amar num tempo favorável, imagine forçando uma situação! É comum escolhermos os nossos amigos, não o nosso amor. Amor é conquistar. Relacionamento é complemento de informação entre duas pessoas.

Quando ocorre um desencontro dessas informações entre o casal, surgem confusões, mal-entendidos e sofrimento. O psicológico explode na tentativa de desvendar o que se passa com o outro. Por que se deixou de gostar? E fica naquela insistência, vamos tentar de novo! Isso é ingênuo porque dificilmente dará certo. Às vezes, a melhor atitude é ser sensato e optar por um distanciamento, ou quem sabe um silêncio para pensar com calma, e dar-se mais atenção em certos aspectos. O Problema na maioria das vezes nem é com o outro, é conosco. Ninguém é obrigado a gostar. Quem fica, entende-se que essa pessoa escolhe estar a seu lado. Não é forçado a permanência de alguém que garante que se garante felicidade.

Há coisas na vida que se conquista, amor é uma delas. Não se nomeia uma pessoa para ser dono do nosso coração, nem se deposita sentimento em coisa pouca. Portanto, não escolha ter alguém do lado e viver triste. Existe tem uma frase do Jung que afirma: ” sou o que escolhi me tornar”. Seja livre para saber fazer bem as duas escolhas, e Lembre-se: nada de engrossar as respostas. Pense, análise algumas verdades até esgotar todas as possibilidades, depois ofereça-se aquela que vale a sua paz. Ame-se em primeiro lugar.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. abby shea

Santarém, Pá 21 de setembro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: