Geração Paissandu

Vim, como todo mundo,

do quarto escuro da infância,

mundo de coisas e ânsia indecifráveis,

de só desejo e repulsa.

Cresci com a pressa de sempre.

Fui jovem, com a sede de todos,

em tempo de seco fascismo.

Por isso não tive pátria, só discos.

Amei, como todos pensam.

Trocar carícias cegas nos cinemas,

li todos os livros, acreditei

em quase tudo por ao menos um minuto,

provei do que pintou, adolesci.

( Paulo Herique Brito. In: Italo Moriconi, org. Os cem melhores poemas brasileiros do século. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. P. 281) Literatura brasileira: William Cereja e Thereza Cochar. São Paulo, 2013

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Marii Freire

Santarém, Pá 18 de setembro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: