Carlos Lúcio Gontijo

Amar é descobrir no outro a gente mesmo

No desamor andarmos solitários a esmo

Sem festa, sem bebida, sem torresmo

Quando amamos nos reconhecemos

Vemo-nos em mar de macio berço

Engatinhamos e renovamos o tropeço.

Carlos Lúcido Gontijo. Mar de Berço

. Poema publicado no romance QUANDO A VEZ É DO MAR.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Gontijo

Santarém, Pá 18 de agosto de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: