Sobre um mar de rosas que arde

” Sobre um mar de rosas que arde

Em ondas fulvas, distante,

Erram meus olhos, diamante,

Como as mais dentro da tarde

Santarém nau em que, oh! alma, descuidas

Das esperanças tardias.”

( Pedro Kilkerry. In: Ítalo Maricone. Os cem melhores poemas brasileiros do século. São Paulo: Objetiva)

Literatura brasileira: William Cereja e Thereza Cochar. São Paulo, 2013

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem: arquivo pessoal / Monet. Os barcos 1874

Santarém, Pá 30 de Julho de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

%d blogueiros gostam disto: