William Shakespeare

“De almas sinceras a união sincera

Nada há que impeça: amor não é amor

Se quando encontra obstáculos se altera.

Amor é um marco eterno, dominante,

Que encara a tempestade com bravura;

É astro que norteia a vela errante,

Cuja valor se ignora, lá na altura.

Amor não teme o tempo, muito embora

Seu alfange não poupe a mocidade

Amor não se transforma de hora em hora

Antes se firma na eternidade…”

William Shakespeare. Soneto 96

Inicial

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Fine Art América

Santarém, Pá 17 de Julho de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

Um comentário em “William Shakespeare

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: