Florbela Espanca

Tortura do pensar! Triste lamento!

Quem nos dera calar a tua voz!

Quem nos dera cá dentro, muitos a sós,

Estrangular a hidra num momento!

E não se quer pensar!..e O pensamento

Sempre a morder- nós!..

Querer apagar no céu- ó sonho atroz! –

O brilho duma estrela, com o vento!..

E mais saga, não…nada se apaga!

Vem sempre rastejando como a vaga..

Vem sempre perguntado: ” O que te resta?…”

Ah! não ser mais que o vago, o infinito!

Ser pedaço de gelo, ser granito,

Ser rugido de tigre na floresta!

Florbela Espanca, Angústia. In: Livro de Mágoas. Lisboa, 1919

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem: brown fresa with dots

Santarém, Pá 13 de Julho de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “Florbela Espanca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: