Almeida Garret

” Quando eu sonhava, era assim

Que nos meus sonhos a via,;

E era assim que me fugia,

Apenas eu despertava,

Essa imagem fungida

Que nunca pude alcançar.

Agora, que estou desperto,

Agora, a vejo fixar…

Para que? – Quando era vaga,

Uma idéia, um pensamento,

Um raio de estrela incerto

No imenso firmamento,

Imagem quimera, um vão sonho,

Eu sonhava – Mas vivia:

Prazer não sabia o que era

Mas dor, não conhecia. “

Almeida Garret. In: Folhas Caídas.

https:// citador.pt

Imagem: Pinterest. Wallpad

Santarém, 21 de junho de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: