Caruso

“Qui dove il mare luccica

E tira forte il vento

Sulla vecchia terrazza

Davanti al golfo di surriedo

Uno uomo abbracia una regazza

Dopo che aveva pianto

Poi si schiarisce lá voce

E ricomincia il canto

Te voglio bene assai

Ma tanto tanto bene sai

É una catena ormai

Che scioglie il sangue tinto bebê sai

Vide le luci in mezzo al mare

Penso alle notti lá in america

Ma erano solo le lampare

E la bianca scia di un’elica

Senti um dolore Bella música

E si Alzira falar pianoforte

Ma quando vide uscire

La Luna da uma nuvola

Gli sembro piu solve anche lá morte

Gurdò negli occhi la ragazza

Quegli occhi verdi como um mare

Poi all’improvviso usci una lagrima

E lui credette di affogare

Te voglio bene assai

Ma tanto tanto bene sai

E una catena ormai

Che scioglie il sangue tinto vene sai…”

Lucio Dalla, Caruso.

https://m.letras.mus.br

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem Ponza, Itália

Santarém, Pá 11 de maio de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: