Florbela Espanca

Passei a vida a amar e esquecer…

Um sol a apagar-se e outro acender

Nas brumas dos atalhos por onde ando…

E este amor que assim me vai fugindo

É igual a outro amor que vai surgindo,

Que há de partir também…nem eu sei quando…”.

Florbela Espanca, Inconstância. In: O livro Sóror saudade, 1923. Cultura Genial.

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem: via Facebook

Santarém, Pá 9 de maio de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: