Paciência

Paciência ou ” patientia ” do latim, significa que para alcançarmos o ápice de tal virtude é preciso primeiro, conhecer os bastidores de nós mesmos. E para isso, é necessário deixarmos as preocupações de lado, ou no mínimo, não ficar ansioso para saber o que vai acontecer conosco, ou mesmo, com aquilo que planejamos para um futuro próximo.

A paciência é uma característica própria do ser humano. A diferença é que, algumas pessoas têm um controle maior de suas emoções e, portanto, sabem administrar com cuidado, a fala, a emoção e a própria maneira de agir, de ter uma postura correta diante daquilo que implica cuidado. Há pessoas por exemplo, que perdem o controle da situação e, extrapolar com muita facilidade. Em geral, quando se age movido pela emoção, ou seja, quando estamos fragilizados ou ainda inseguros, diz-se que a pessoa naquele momento, é umq irreflexivo.

Por isto, ela acaba negligenciado a atenção adequada ao que precisa ser visto com cuidado. A máxima que existe em torno disso, faz ” jus” ao pensamento do Benjamim Franklin, onde ele diz: ” tenha cuidado com coisas pequenininhas, ou seja, detalhes que não se costuma considerar, pois se você imaginar um navio, ele pode muito bem, afundar exatamente por conta dessa falta de atenção “. Se bem, refletirmos, esse direito negado justamente para aquilo que não consideramos ter valor, pode nos levar a conhecer as profundezas.

[…]

Ter paciência é fundamental para permanecemos no controle de tudo. Você nota que, sem paciência se perde a amizade, um relacionamento, às vezes de anos, porque se agiu de maneira infeliz naquele momento. Aliás, dependendo da situação em si, perdemos o respeito até por nos mesmos. De repente, se começa decrescer de um jeito absurdo. Então, melhor mesmo é suprir as nossas necessidades psiquicas , e assim voltar a esses bastidores de forma lúcida. Assumir que existem momentos que devemos buscar compreender o que cada um deles pede de nós. Portanto, respire fundo e encontre as condições necessárias para saber viver bem dentro daquilo que a sua realidade lhe permite.

Todos nós, independentemente do grau de instrução, uns mais simples, outros que tiveram condições melhor de estudar, podem reorganizar a vida, procurando desfrutar do lafo bom. Qualquer pessoa pode perder a paciência. Isso é natural, natural. Somos seres imperfeitos. Talvez, a busca permanente pela perfeição é que faça a diferença. O conserto, a maneira de lidar com as nossas falhas é o que conta. A superação a tudo aquilo que nos é um obstáculo, é o que nos leva a crescer. Nenhum ser humano seria grande se vez ou outra, não tivesse situações desafiadoras.

Procure ter paciência . Quando for necessário construir uma crítica por exemplo, faça isso de maneira saudável para aqueles que esteja lhe assistindo possa compreender a sua maneira de interpretar cada problema de um jeito menos conflituoso. Não queira virar o carrasco do dia seguinte, mas um exemplo de transformação. Eu te desejo sorte. Atue dentro da sua liberdade e cative os que estão por perto.

Paciência…sempre!

Marii Freire Pereira

Arte e criação: Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Santarém, Pá 2 de maio de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: