Carlos Drummond de Andrade

” Não morrerei agora. Um dia

inteiro se desata à minha frente.

Um dia como é longo. Quantos passos

Na rua, que atravesso. É quantas coisas no tempo, acumuladas. Sem reparar,

sigo meu caminho. Muitas faces

comprimem- se no caderno de notas…”

Carlos Drummond de Andrade, Morte no avião. Edição integral, São Paulo.

A Rosa Do Povo, 1945. Esse livro não teve mais nenhuma edição autonoma.

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Santarém, Pá 27 de abril de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: