Nascimento

Aqui, o Corvo azul da Suspeição

Apodrece nas Frutas violetas,

E a Febre escusa, a Rosa da infecção,

Canta aos Tigres de verde e malhas pretas.

Lá, no pelo de cobre do Alazão,

O Bilro de ouro fia a Lã vermelha.

Um Pio de metal é o Gavião

E suave é o focinho das Ovelhas

Aqui, o Lodo mancha o Gato Pardo:

A Lua estava esverdeada sai do Mangue

E apodrece, no medo, o Desbarato.

Lá, é fogo e limalha a Estrada esparsa:

O Sol da morte luz no sol do Sangue,

Mas cresce a Solidão e sonha a Garça.

Ariano Suassuna, Nascimento- O Exilio

https://www.culturagenial.com

VEM comigo!

Marii Freire Pereira

Santarém, Pá 16 de abril de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: