Solidão

Cada vez mais, é comum observar como as pessoas estão distantes uma das outras. Claro, é algo inclusive, baste comum dentro desse conceito de sociedade moderna, cada um vivendo a sua própria vida. A correria, a falta de afinidade entre as pessoas, o amor, a verdade, tudo isso contribuindo para esse campo da solidão.

A impressão que se tem, é a de que o ser humano vive mais dentro de si, mas é um modo de viver ” amordaçado “, asfixiado dentro dos próprios limites, sem conseguir dividir seus dramas pessoais, seus momentos de desespero com o outro, porque o que se nota hoje nas pessoas, é uma superficialidade muito grande. Elas estão completamente indiferentes, é como se o tempo todo, fizessem uso de uma maquiagem que limita o acesso que era para ser natural entre elas, e não provocar o contrário que é o desamor, a concorrência entre si, fazendo que haja um certo desconforto, porque não dizer, um estranhamento entre elas próprias? A impressão que temos é que se caminha a concorrência, onde a gana as transformam mais do que vencedores, em pessoas fracassadas. Portanto, abandonam aquilo que elas têm de mais bonito que é a humanidade, a empatia, o amor ao próximo. E a questão da própria proteção porque, nso se vê troca. Elas se autoabandonam. Muitas, inclusive diante de situações assim, buscando meios alternativos para se livrar da solidão. Pouco a pouco afundam-se no álcool, drogas, e não suportam a realidade e acabam entrando em depressão.

Algumas pessoas por se sentirem sozinhas praticam métodos autopunitivos, porque se sentem derrotadas, ou seja, não conseguem reagir diante de tanta negatividade. Reclamam da vida, mas descontam os seus problemas em si. É um estado de estresse, aliado ao desespero que faz com elas, sintam prazer dentro dos seus impulsos, bebem, fumam e no final, praticam injustiça com elas próprias. É como se vivessem um momento em que elas não se entendem, ou seja, não conseguem se decifrar.

É muito triste quando a solidão leva o ser humano a praticar coisas que o destrói, que faz com se perca o controle da vida. E depois essa pessoa, tenha que reconhecer que é vítima de suas imperfeições, ou mazelas, como queira.

Alguns entendem que precisam mudar e mudam. E quando não tem ninguém confiável para dividir os problemas, buscam ajuda profissional, não só para se livrar dos vícios, mas também da própria solidão. Já outros, depois de um certo grau de amadurecimento, consegue ter o controle sobre si mesmo, descobrem maneiras diferentes de buscar prazer e, assim, depois de umas belas cutucadas da vida, acabam se transformando em pessoas melhores. E como já escrevi outras vezes, a respeito de solidão, existe sempre o lado bom é o lado ruim dela. Agora, é necessário saber dosar para ter equilíbrio.

Há quem goste de solidão e há quem encontre nela os seus fantasmas. Mas, é importante compreender que ninguém precisa de ninguém para ser feliz. Claro, podemos ter com quem dividir os problemas, mas no final, quem os resolve é você, é ou não é? O amigo só podem acrescentar alguma opinião, mas quem decide, quem constrói os alicerces necessários para alcançar o que quer, é você. Então, seja forte diante de suas crises. Mude o que tiver de mudar, mude de lugar, se preciso. Só não corte as suas asas.

[…]

A maior que liberdade que o ser humano conquista é quando, ele passamos a acreditar capazes, quando dentre outras coisas, compreende que precisa ser justo consigo mesmo. Isso é um ganho. Você pode…

Boa sorte!

Marii Freire Pereira

Imagem pública

Santarém, Pá 4 de abril de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: