Queixa

Todos nós, sozinhos ou não, carregamos uma responsabilidade que pesa no silêncio. É a responsabilidade de nossos atos. O impacto que isso tem em nossas vidas é tremendo.

Todas as nossas atitudes, de alguma forma, elas têm uma ligação direta com aquilo que é resultado de nossas escolhas. Note que para algumas pessoas, naturalmente determinadas atitudes são permissivas a ponto de oferecer a liberdade de modo espontâneo. Já outras, logo de cara , se percebe a censura, ou seja, o não fazer, porque se fizer, tem consequência.

É difícil encontrar quem não assuma o risco de burlar uma regra, mesmo sabendo que o resultado daquela ação pode provocar feridas emocionais. Quantas pessoas fazem isso naturalmente, só pelo prazer de conhecer o prazer que há por trás do que visto como errado? Várias. E quando isso acontece, qual é a primeira atitude que o ser humano adota? Ele passar a usar os filtros naturais que todos nós, ou a maioria, usa para dizer que tudo vai bem, mesmo que o interior, o denuncie.

[…]

Dizer que tudo está em perfeita ordem emocional, é uma invenção, porém, é a primeira atitude que uma pessoa que não assume os seus erros, faz. Essa casca que o ser humano usa para não ser atingido com o que vem de fora, o mata por dentro. Mas, mata devagarinho, ali quando não tem ninguém por perto

[…]

As pessoas têm a sorte de sorrir para mostrar que são perfeitas, realizadas dentro de suas misérias. Isso é comum, o que não é tão comum é fato de mostrar um comportamento contrário a esse.

Note o comportamento de quem deve a si mesmo, não ao outro, mas a si próprio! Essas pessoas, têm uma reação diferente de todas as outras. Geralmente, quem vive o resultado dos seus enganos, não tem facilidade para admitir ou, ainda reconhecer publicamente, os próprios erros. É uma imagem de inquietude, ou uma passividade forçada. Elas fingem ter controle de uma situação que não sabem como lidar. Mas, no teatro das emoções, não vivem o papel de coadjuvantes, não elas querem mais, desejam o papel principal! Em geral, pessoas assim, elas são menos receptivas. No dia a dia, procuram agir forçadamente diante de qualquer situação. A priori, estão sempre ‘ armadas’, prontas para o confronto, seja lá de que lado, ele possa surgir.

Pessoas com essa característica, elas costumam contrariar a todos, e não pense que é porque são melhores do que as outras, umas até sim, pensar ser. Mas, a maioria, fica ali atrás do personagem que monta, que ria e chorar, contrariando a tudo e a todos, menos a si próprio. São pessoas difíceis de lidar. Vivem sob o domínio das próprias emoções, não conseguem ser favoráveis a nada. Costumam ser firmes em suas decisões, ainda que estejam errados. Pena, pois não aprenderam lutar, mas lutar consigo. Não souberam ou não quiseram aprender o significado da palavra flexibilidade.

Flexibilidade é aquilo que torna o ser humano apto as mudanças. E se levar ao pé da letra, pessoas assim, não mudam nunca. Elas muitas vezes, acabam tornando-se inimigas de si, e claro- se pararmos para pensar, ninguém em sã consciência é inimigo de si. Às vezes, por sermos infeliz quanto as nossas escolhas, é que pagamos um preço caro demais. Agora, devemos assumir o compromisso de romper os nossos próprios limites e confrontar-nos, inclusive quando necessário. Sempre é preciso saber voltar a estação de trem que paramos.

[…]

O bonito da vida é isso, é conseguir saber lidar com os nossos avesso da vida, é …” voltar ao início. Conhecer-se ,é se permitir reconstruir novamente. A vida tem infinitas possibilidades, queira, vá no mais profundo que conseguir. Você pode.

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem: Pixabay.com

Santarém, 21 de março de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: