” Só o amor conhece a liberdade “


O amor sem mérito, sem arrogância, o sentimento puro, capaz de conhecer a própria liberdade (…) Quando vemos um sentimento descalço, beijar a vida, compreendemos o porquê de sua magnitude.
Um homem dentre as sombras, olha para lua como se fosse um poeta. Não precisa nem de caneta nem de papel, porque sonha com a grandeza a qual a vida pouco lhe oferece, devido a amarga lucidez.
Sonha a sua própria liberdade
É um poeta de alma
[…]
Um filósofo a passear ao som do mar sobre as ondas
Sonha, sonha os dias longos e, a noite…dorme com os sonhos da tua mocidade
[…]
Seja poesia.

Imagem: via Facebook

Marii Freire Pereira


Santarém, Pá 9 de março de 2020.

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: