Regredir

Vou usar esse termo da psicologia para falar acerca de um problema muito simples, mas que acontece comigo e com você de maneira que é preciso ter muita sensibilidade para aceitar.

Regredir é conseguir voltar no tempo e olhar para a nossa história de um jeito verdadeiro.

Um amigo pode nos fazer regredir, uma canção também tem esse poder de estabelecer essa coisa grandiosa do ser humano que é fazer uma visita ao passado, tirando os pesos a mais que por ventura, acabam nos sobrecarregado de alguma maneira

Quando criança, todos nós, temos boas histórias para contar. Minha avó é o meu melhor exemplo, de força, luta e determinação. Levava uma vida simples, vida de campo, e ao longo fos anos sempre troquei experiência positivas com ela. Tive inúmeras oportunidade de aprender coisas boas. A primeira foi o significado de cafuné (…)

” Ela deitava a minha cabeça em suas pernas e com aquelas mãos macias, deixava os dedos correr devagarinho entre os cabelos, apertando o couro cabeludo de um jeito gostoso “.

Nessa época, eu deveria ter cincos a seis anos, mas guardo boas recordações. Alice, esse era o nome dela. Era uma mulher de uma fé inabalável. Só vi chorar uma única vez na vida, quando o seu filho mais novo saiu de casa em busca de tentar melhorar a sorte em outra cidade. O resto do tempo, ela era séria, de vez enquando dava uma risada gostosa, até hoje eu lembro!..

Bem, como vivia e passei Boa parte de minha vida ali naquele lugar, fui aprendendo a reconhecer todas as dificuldades (restrições da vida), que aquela mulher vivia e sem reclamar. Por hábito, percebi que ela gostava de rezar, e me ensinou até, talvez por saber e querer me fortalecer por conta do que a vida não teria nenhuma dificuldade de me tomar (…)

Ela fazia aquilo dia, a após dia, e por incrível que pareça, eu não consigo fazer o mesmo hoje . Mas, posso dizer que tudo o que aprendi, serve de inspiração para que eu possa enfrentar as dificuldades que a vida vez ou outra me convida a conhecer. E o bonito da nossa história é essa maneira de como a gente se interpreta, de como se busca, de como podemos voltar as nossas origens e não esquecer de quem somos, apesar de nos tornarmos outra com o tempo. Sim, tem muita gente que leva a uma vida simples, mas que depois de um diploma e algum dinheiro que conseguiu juntar, acaba tornando-se outra pessoa, as vezes até arrogante. Pena, pois tal fato, ocorre devido, entre outras coisas, por conta dessa falta de maturidade, autoconhecimento, amadurecimento interior. É porque você vive em prol de uma imagem, onde tem que se mostrar bonito e feliz o tempo todo para ao outro, e quanto chega às reviravoltas ( porque a vida cobra e cobra caro), vê-se um ser humano cheio de orgulho, doente por tanta coisa que inventou para alicerçar um mundo imaginário. Nada como conseguir mudar de vida, mas sem esquecer das nossas origens.

A vida é boa, mas quando podemos viver em paz consigo, com o passado, como o que é verdadeiro. É claro que, existem passados carregados de dor, remorso, lagrimas, onde se percebe que, ainda que nasça o deseje, de fazer as pazes, não é possível. Por conta da quantidade de feridas que há ali. Falta o que? esse olhar de acolhimento de si, pois só podemos nos tornar melhor, quando aprendemos lutar com nós mesmos. Tanto que vale a máxima: ‘ luta melhor aquele que se conhece ‘. A gente acaba lendo essas coisas por aí, e no fundo é preciso ter coragem para admitir isso, porque é verdadeiro. Só é possível melhorar enquanto pessoas, quando se mergulhar no íntimo dos nossos pensamentos/sentimentos.

O bom lutador é aquele que já conseguiu superar todas as derrotas”

Que olhou para todas elas e, percebeu nas suas fragilidades o motivo de ter se tornado um campeão ( Marii). Que olhou para a sua história e aprendeu a ter muito respeito por ela.

Que superou as dificuldades que lhes foram imposta.

Imagem pública

Texto: Marii Freire Pereira

‘ VEM comigo!’

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: