O Teu Riso

Tira-me o pão, se quiseres,

tira-me o ar, mas não me tires o eu riso.

(…)

ri, porque o teu riso será para as minhas mãos

como uma espada fresca

(…)

mas, quando abro

os olhos e fecho,

quando os meus passos se forem

quando os meus passos voltarem,

seca-me o pão, o ar, a luz, a primeira,

Mas o teu riso nunca

porque sem ele morreria.

Imagem pública : Neruda

https:/www.pensador.com.br

Marii Freire Pereira

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “O Teu Riso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: