Sopros de vida

De repente, num milagre tímido e sutil

A vida começa a se recompor

Você se abre aos desejos

A busca pelos antigos sonhos.

Tudo se faz doce…

De repente, aquelas ondas agitadas viram calmaria

As tardes, como uma criança, desejam ser embaladas…

Sopros de vida…

Dos dos olhos nascem o encanto,

Da canção, a sinfonia

Tudo é bálsamo …

Tudo é calmaria

Tudo é sorte…

Tudo é instante…

é suave

é feminino.

De repente, tudo é…paz.

Imagem: Bali/ Indonésia

Marii Freire Pereira.

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: