Diminuindo a bagagem

Aos poucos descobrimos que para termos uma vida equilibrada, é preciso baixar o volume, saber que a sabedoria maior, é aquela que encontramos silêncio. Quando descobrimos isso, tudo funciona melhor. Até as expectativas em relação ao outro diminue.

Tudo na sua vida começar entrar em ordem. Até você começa a se cobrar menos. Geralmente, nos somos assim, apressados. Claro, somos humanos, temos as nossas necessidades, mas a pressa nunca foi uma boa aliada, pelo contrário, csusa-nos sempre desconfortos terríveis.

Todavia, é interessante que saibamos jogar fora os nossos excessos, até para sermos verdadeiros conosco, e depois com os outros. Quando nos sentimos realmente cansados , a melhor coisa a se fazer silenciar. É olhar para dentro de nós. Olhar para o que incomoda, para o que causa uma situação de desconforto. O que te incomodar? É um amor, é uma amizade? Planos que você faz inteiro e eles acabam trazendo alguma frustração? Entenda, se for amor, ninguém irá ficar a seu lado, sem quem essa pessoa queira. Amor é assim, uma via de mão dupla. Amizade para ser verdadeira, é preciso saber que a outra pessoa deve estar com, ou seja, disposta a manter uma relação de amizade. Não adianta forçar porque não funciona. Quantos aos planos, diminua as expectativas. Enfrente a realidade em volta do resultado que você deseja. As vezes leva tempo para que tudo possa fluir na vida. Esse é o fator que muita gente precisa distinguir.

Entenda, a vida sempre encontra uma maneira de nos envergar, mas também ela nos proporciona a oportunidade de nos refazer novamente. Então, quando conseguimos compreender isso, deixamos da dependência do amor, da amizade e uma infinidade de coisas.

É bom que se entenda que, a chave para felicidade não está na espera. É isso mesmo que você leu ‘ a chave da felicidade não está na espera. Você não pode viver em prol de uma expectativa, pensando se isso vai acontecer, ou não. Independente daquilo que se pense, pode acontece ou não. Agora, depende das suas atitudes. Mas, não fique padecendo por conta da espera. Isso é criar prisões efetivas ” dependência “. Não que nós, não tenhamos a necessidade de retribuição, temos. Mas, não crie mecanismos que venham favorecer uma forma de sofrimento.

Aprenda a diminuir a bagagem. Tire tudo, deixe só o necessário, o que é verdadeiro, o que vem gratuito. É isso que nós faz bem.

Sabe aquele vento que vem de frente e te surpreende? Queira o melhor do melhor. Esse ventinho é gostoso e é assim que devemos receber as coisas. Quando se compreende esse detalhe, acabamos ficando muito verdadeiros conosco. Deixamos a casca de lado. Isso é importante.

Imagem : Gotas de paz.com.br

Texto: Marii Freire Pereira.

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: