Ao longo de nossa trajetória, sempre sofremos perdas…

Todos nós, em algum momento da vida sofremos perdas. Perdas que podem ser desde, projetos, alcançar metas, ou ainda, até mesmo perdas importantes de pessoas que amamos.

Difícil é ter maturidade para saber lidar com os nossos desconfortos diante de situações que fazem com que mergulhemos em nossas próprias misérias, nossos prejuízos.

Quem sai, sai sempre com a sensação de ter feito as pazes com o passado, com o tempo que uma vez paralisado, mostra ali, a necessidade de uma história que precisar seguir adiante…

Acreditar que é possível construir, recuperar aquele tempo de desconforto. Mas, será que para quem fica inerte diante da crueza da vida consegue desfrutar da mesma maturidade? Não.

Não é possível!..

O tempo é tão significativo dentro desses desconfortos causados geralmente por motivos ligados à imaturidade, que [apesar], de acreditar também que tudo pode se recompor novamente, em geral, o ser humano não consegue ter uma direção diante da perda. Não, porque não queira, mas pela incapacidade de mudar por dentro. Os dias viram anos, os sentimentos viram conflitos, etc. Em suma, uma bagunça generalizada. E um detalhe importante e que aqui, faço uma observação: O tempo é inimigo, porque dentro dessa trajetória cronológica, que divide (dias, meses e anos e até mesmo, as horas marcadas no relógio), o indivíduo simplesmente, não consegue inaugurar um ‘ tempo novo ‘ dentro de si. É então, que a vida lhe põe diante diante do seu maior desafio, a dor, o sentimento de perda, ‘quilo que vem acompanhado da sensação de fracasso’, o que faz ‘sangrar e machuca a alma’, na condição de refém de seus traumas…

Em face da ilusão e eu consciente, ele tem a possibilidade de duas decisões importantes, ficar alimentanfo-se do próprio sofrimento, ou ir em busca de garantias.

“A restrição serve para isto, para nós reeducar a ir buscar novos caminhos…”

Não podemos parar, a vida não perdoa, temos por obrigação nos reerguermos, superar as perdas , desejar felicidade ao que muito nos acrescentou e seguir .

EU POSSO e DEVO…

Marii Freire Pereira.

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “Ao longo de nossa trajetória, sempre sofremos perdas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: