Vento na varanda

É preciso reconhecer a preciosidade que há na vida, o que há do lado de dentro da vida e que deixar sempre as janelas abertas, significa que ali, existe a possibilidade de adentrarmos e conhecermos o seu interior (…)

É bom perguntar vez ou outra, a nós mesmos, qual o caminho é mais suave para permanecemos saboreando os silêncios que a vida nos convida a conhecer, às vezes, de uma maneira tão profunda, tão significativa que vale a pena o mergulho, sem a necessidade de querer sair deles.

Eu desejo a chuva, e você? Eu gosto dos olhares desapercebidos que chegam repentinamente, e mudam a nossa rotina, que trazem respostas entre parênteses, e que esvaziam os excessos, permitindo construir somente aquilo que pousa em nossa alma.

Casa limpa com portas escancaradas refletem sempre o mais profundo do ser humano, representa a completude de sentimentos, a satisfação, um ser grandioso, completo, apto a receber a beleza que há por trás dos sentimentos. “Casa”, a qual me refiro aqui, é a nossa construção interior, não é um aglomerado de paredes, é um aglomerado de bons sentimentos. Estes, que permitem as nossas construções mais complexas.

O ser humano, dentre todas as complexidades, encontra-se se no epicentro delas. Nada é mais trabalhoso do que mexer nas nossas estruturas, nos nossos sentimentos, nas nossas inseguranças. Muitas vezes, só é possível no entardecer (…)

“A maioria de nós, só permite novas construções, a partir do momento em que olhamos a vida com uma certa maturidade…”.

É possível atribuir- nos novos valores a medida em que descobrimos a prioridade em nos amarmos. É quando de fato, nos interpretamos como verdadeiros, é quando prendemos as cortinas e deixamos o vento adentre no interior, trazendo consigo a esperança como resposta. É quando somos convidadas a ir a varanda receber toda aquela leveza de frente…

Casa convidativa e naturalmente gostosa é aquela que soube fazer do fim, o início de uma nova esperança, que deu a si, a possibilidade de um novo recomeço.

É o que o Carl Jung afirma sobre a imagem de construção do inconsciente. É nele que se corrige as imagens distorcidas que temos a respeito de nosso mesmos. Neste caso, essa casa só se torna possível habitar novamente porque se permite deixar mexer nas suas estruturas.

” O fim, na verdade, deu início a uma nova construção “.

É bom atentarmos em nossa casa e saber que nela habita bons sentimentos, não é? É porque nos depositamos nesse ambiente parte de nós. Imagine como é bom chegar na varanda, fechar os olhos e sentir o afago do vento …

…brisa suave!

Imagem: istockphoto.com

Texto: Marii Freire Pereira

Santarém, Pá 13 de fevereiro de 2020

Desejo

Você já notou a presença marcante de alguém no seu pensamento? Já olhou para uma pessoa e sentiu que ela te faz aflorar o desejos por todos os seus poros? Você simplesmente acha aquele ser irresistível. Se sente atraído sexualmente por ele ou por ela? Muito bem, essas mensagens que servem de alerta, na verdade são produzidas no subconsciente. É uma maneira que o corpo tem de estabelecer uma relação voltada a estética que é um ponto atrativo, e assim faz essa conexão direta com a mente. Veja, estou falando de um desejo, mas um desejo fugaz.

Grande parte, ou diria todas as histórias de amor começam assim, com esse desejo de obter para si, o outro, através de uma forma voluntária da manifestação do desejo sexual. Mas, o que prende alguém a você, não é necessariamente a questão sexual. Embora, há casos onde só exista sexo. E sabe o que é curioso? É que os homens ensinam as mulheres como lhes conquistarem nessa loucura máxima ligada ao prazer, sendo que as performances, são as mais diversas […]

Alguns confundem completamente essa questão ligada ao desejo. Não, uma pessoa para se tornar especial na sua vida, ela não precisa fazer contorcionismo para agradar ninguém. Isso é sexo, só sexo. E como disse, o Mário Lago: ” Nada além, nada além de uma ilusão…”. Sexo é algo inacabado, cada pessoa tem a sua maneira particular de gostar. Todavia, estamos tentando não confundir sexo com amor, que é o que muitos fazem.

O sexo por si, só é uma necessidade. A fome também é uma necessidade, logo devem ser supridas. Agora, o que não pode confundir é essas mornas de distinguir uma coisa da outra.

Acreditar que uma mulher tem que saber mil coisa para ficar com você, é um pensamento retrógrado, definitivamente.

A mulher que se ama, ela não fica com homem nenhum só para agradá-lo, satisfazer os seus desejos. Relação é troca mútua, e não sobrevive por conta de pequenas regalias.

É claro – que se vive numa sociedade, onde se tem como marcar maior, o incentivo do homem que se relaciona com muitas mulheres, o macho em si, a virilidade – que fala mais alto. Porém, eu quero dizer o seguinte a você, o homem por mais objetificante que seja as suas relações, no fundo, ele também procura o que uma mulher procura numa relação, que é o amor. Mas o amor total, o amor no sentido completo, como sugere Freud.

Você sabe porque as histórias de amor em si, mostram as princesas trancadas numa torre à espera do homem forte que vem lhe salvar? Certamente, não. É porque isso remonta o período em que os bebês ficam solitários nos berços, ou seja, a infância, é nela onde tudo se constrói. É a espera de alguém que vá lhe tirar daquele lugar, quer dizer, o berço, é onde cria -se a imagem do ser indefeso. As torres representam os berços. E observe, tudo isso é uma construção que se forma ali, nas primeiras fases de nossas vidas, ou seja, tudo é ligado ao inconsciente, e que depois vem a nossa mente de uma maneira carregada com muito mais força. Não é invenção da minha parte, basta ler um pouco a teoria Freudiana que você entende toda essa construção do amor. O amor e suas veredas, vamos dizer assim. Então, questão do amor, ela é uma busca contínua de homens e mulheres.

É o sentir, é ir em busca da resposta incompleta. Isso é o que tem se tornado a questão não resolvida. Uma pessoa, ela é irresistível não só pelo que desperta a sexualidade masculina, e a feminina também, vamos considerar dessa maneira. Mas, por uma série de critérios que começam a partir da própria confiança que ela passa, a gentileza, a autoestima, o afeto que é um fator decisivo nas relações. Então, essa coisa dos homens dizer: mulheres vocês devem fazer assim para me ter a seu lado, é algo particular, porque do contrário, a mulher só se torna um objeto na não de um homem. É observar tal questão.

A pessoa carrega consigo muitas informações, e a percepção é algo muito importante nas relações porque permitem que você se torne uma figura notável por muitas qualidades. Quem nos passa confiança também é percebido. É ou não, é?

Homens e mulheres, sejam irresistíveis, atrativos sexualmente, mas sem esquecer que o importante é a busca pela felicidade. E felicidade não se constrói em pequenos momentos.

Imagem: Facebook

Texto: Marii Freire Pereira

Santarém, Pá 12 de fevereiro de 2020

Gregório de Matos

Carregado de mim ando no mundo,

E o grande peso embarga-me as passadas,

Que como ando por vias desusadas,

Faço o peso crescer, e vou-me ao fundo.

O remédio será seguir o imundo

Caminho, onde dos mais vejo as pisadas,

Que as bestas andam juntas mais ousadas,

Do que anda só o engenho mais profundo

Não é fácil viver entre os insanos,

Erra, quem presumir que sabe tudo,

Se o atalho não soube dos seus danos.

O prudente varão há de ser mundo,

Que é melhor neste mundo, mar de enganos,

Ser louco c’os demais, que só, sisudo.

Gregório de Matos, in: Poemas escolhidos ( Literatura brasileira, ano : 2013)

Marii Freire Pereira

Caminho

Segundo o dicionário Aurélio, caminho pode ser compreendido como uma faixa de terra, que permite o acesso a pedestres e veículos. Mas, o caminho que quero falar necessariamente, não é um caminho físico, mas o caminho interno ” caminhos do coração “. Esse que nos permite caminhar também, só que de outra maneira. Agora com um olhar voltado ao interior, as adversidades que surgem no pensar de cada um de nós.

As histórias que percorremos através do inconsciente são essas do caminhos internos, aonde muitas vezes, elas acabam tornando-se mais preciosas do que essas que lhe possibilita caminhar normalmente com as suas pernas. Esse caminhar interno, nos convida a fazer sempre os enfrentamentos da vida. Tem aqueles que não suportam, ou não têm o preparo necessário para adaptar-se as exigências que os descontos trazem em si. Há pessoas que sabem lidar melhor com as dificuldades, outras nem tanto. Eu acho que todas as formas de enfrentamentos são necessárias, porque o ser humano só é capaz de crescer através delas. Sem preparo, ninguém chega a lugar nenhum.

Esse percurso interno é dolorido porque revela as nossas fragilidades, a nossa incompletude, e tem pessoas que não suportam se mostrarem nuas. Mas nuas de alma. As vezes, elas preferem até usar um disfarce, só para desviar do caminho, ou diminuir a distância. Aí, é que mora o engano, porque tentar se esquivar, significa que terás que andar duas vezes pelo mesmo caminho.

O que nos possibilita andar nesses caminhos internos, são as nossas escolhas. O acordo que se faz com o tempo, o respeito pelas adversidades, tudo isso conta , e conta de uma maneira positiva, porque diz muito sobre quem você é, sobre o seu caráter .

Ouse andar, mas andar sem engano. Aprendendo a apreciar a paisagem com mais delicadeza (…)

Ao longo do caminho você perceberá que a vida também tem um jeito sábio de recompensar. Ela não retira somente, mas tem os deleites que ela nos oferece.

Caminhe em direção a sol (…)

Procure ser verdadeiro consigo o máximo que puder, abrindo sempre possibilidades extraordinárias a tudo de bom que chegar. Abrace cada passo com a certeza que você deu o melhor de si. Vá, tem um mundo de oportunidades a sua espera.

Imagem pública

Texto: Marii Freire Pereira

Santarém, Pá 12 de fevereiro de 2020.

Resposta

Para se ter as respostas as quais precisamos, primeiro é importante conviver com parte delas. É engraçado, porque de certa forma, isso me faz lembrar do poeta Carlos Drummond de Andrade, quando ele ele diz: ” Convive com os teus poemas antes de descrevê-los”. É lindo esse trabalho, mas Drummond sugere que antes de falar, você precisa conhecer para só então, externar de uma forma segura, aquilo que no final não tenha a necessidade de aparar nenhuma aresta. Se o que falo não sobra espaço para as incertezas, então neste caso, eu tenho as respostas necessárias ao que preciso. Mas, quando essas respostas não são claras? Certamente, precisarei fazer parte de num ambiente ou ainda, viver uma determinada situação para que ela venha de fato, proporcionando de forma clara, parte das respostas que preciso para atender as minhas dúvidas, satisfazer o ego, nesse caso.

Segundo Lacan, o ser humano nunca deve parar de desejar. Pois, o que nos move é o desejo de ir adiante, é obter respostas aquilo que, ainda não temos. E nós, acabamos fazendo fazendo uso dessa colocação com uma certa gratuidade mesmo, você já reparou nisso?

Você pode observar que as inquietações, a mudança, principalmente a interior, ela nos lança rumo ao desconhecido, exatamente para que se possa alcançar aquilo que nos favorece de alguma maneira.

É esse mover, esse ir e vir…que determina certas posições da vida.

Quando se tem uma brisa favorável, é ótimo, porque se pode descansar um pouco, olhar a paisagem, que também é importante. Mas, quando se descobre que nada vem por acaso, então devemos romper essa visão ingênua de que tudo acontece fácil. Claro, algumas coisas sim, como dito antes, ‘ as vezes tem-se se uma brisa ‘ que nos é favorável. Já em outros casos não. Então é aí que precisamos trabalhar.

Há momentos em que é preciso ir buscar essas respostas com atitudes mais severas.

É preciso dizer que alguns desconfortos da vida, exigem até mudança de comportamento. É um tempo em que a gente fica negativo, deixa de acreditar na vida, nas pessoas em nossa volta. Na verdade, é um tempo que precisa ser superado para que se alcance o sol novamente […]

Na vida é preciso vencer todos os obstáculos para que se possa produzir as respostas que tanto precisamos. E o bonito dessas lições, é isso. É saber passar de um jeito por essas situações com respeito, sabedoria, perdoando inclusive, o que for possível , porque o tempo sempre nos apresenta essas possibilidades. E sem nenhuma modéstia posso dizer que o faz diferença nas nossas vidas, vem enriquecido por esses detalhes.

Se você encontrou as respostas que precisa, fico feliz. Porém, se ainda não as alcançou, é sinal de que você precisa continuar tentando.

Continue!…

Imagem: mensagens com amor.com

Texto: Marii Freire Pereira

Santarém, Pá 12 de fevereiro de 2020

Para Além da Curva da Estrada

Para Além da Curva da Estrada

Talvez tenha um poço, e talvez um castelo,

E talvez apenas a continuação da estrada.

Não sei nem pergunto.

Enquanto vou na estrada antes da Curva,

Porque não posso ver senão a estrada antes da curva.

De nada me serviria estar olhando para o lado

E para aquilo que não vejo.

Importemo-nos apenas com o lugar onde estamos.

Há beleza bastante em estar aqui e não noutra parte qualquer.

….

Alberto Caeiro ( Fernanda Amado Pessoa),

in ” Poemas Inconjuntos”.

Imagem ( facebook)

Marii Freire Pereira.

Travessia

Gosto de pontes, gosto de tudo aquilo que permite o acesso, o recomeço, a possibilidade de avançar, de criar o novo, chegar a algum lugar.

Essa imagem que as pontes acabam repassando, têm um significado muito forte. Na verdade, elas representam os caminhos que temos que percorrer após as reviravoltas da vida. É simples fantástico, grandioso essa forma de interpretar os recomeços, as oportunidades que a vida nos proporciona.

Eu acredito que a vida nos ensina de uma forma especial. O não esperar por ninguém, não ser dependente de nenhuma atitude dos outros que venha modificar o meu comportamento, é fantástico. Definitivamente, pontes são marcas de superação, de mudança de comportamento, de pensamentos. É algo construindo no emocional. Aqui, mostro um espaço físico, mas falo dos passos que temos que avançar por dentro, é uma caminhada que permite avaliar a vida e é claro – as suas restrições, mas de um jeito muito sábio.

Pontes são acessos que nos levam a caminhar por dentro ( emocional), que me fazem desprender do passado, e me proporciona a oportunidade de alcançar o novo.

” ponte significa: Travessia “

As vezes é eu ter condições de olhar para o perigo que estar lá embaixo, e me desprender do que machuca, do que dói […]

Na vida vivemos muitas experiências assim. Mas, não tenha medo…

Recomeço! Sempre olhe nos olhos da esperança como algo bondoso, como algo que liberta. Não queira viver uma vida aonde você fica parada sem perspectiva alguma. Queira mais, queira respostas. Não tenha medo de encerrar ciclos…

…tenha coragem de construir os seus próprios caminhos!

Boa sorte, nesse novo mundo de oportunidades a sua frente.

Imagem: Ponte Vasco da Gama e o Rio Tejo/ Portugal. ( imagem/ Facebook)

Texto: Marii Freire Pereira.

Santarém, Pá 12de fevereiro de 2020.

[Re]começar

[Re]começar significa que por algum motivo o percurso da sua história sofreu, um corte, um desvio, uma interrupção, ou seja, o que fazia parte de um processo contínuo, foi dilacerado. E você, acreditando na vida e em toda sua força de se recompor novamente, decidiu não parar, mas continuar a partir do que lhe foi permitido.

Olhando assim, para o contexto de nossas histórias, é possível descrevê-las até com um pouco de poesia

” recomece, reinicie, refaça o que for possível, mas não pare…”

.Não pare! Confie na vida

.Respire fundo

.Tenha coragem de seguir

A vida é uma ordem no imperativo: vá!

Vá de cabeça erguida e com o melhor sorriso que couber no rosto. Refaça as suas idéias, reflita no que vem pela frente, e siga acreditando na vida, na conquista de dias melhores. E como diz a canção da Flávia Wenceslau, vá com um: ” coração de menino cheio de esperança…”

É esse coração de menino que precisa bater forte novamente para que a estrada mostre o colorido da vida no seu mais belo tom!…

Não é isso que a canção sugere? As vezes, temos que olhar para a situação que estamos vivendo e pensar que, apesar dos desconfortos da vida, ainda podemos acreditar que merecemos o melhor, e que o fim, não é o fim porque acaba algo, mais ele pode representar uma nova chance, uma oportunidade de fazer surgir nova história. Detalhe, agora muito mais completa, segura. Diria que, elaborada de uma maneira mais suave, permitindo harmonizar alegria e tristeza dentro do peito de modo, que toda essa transformação consiga suporta o peso da realidade. A vida é uma crueza, engana-se quem pensa que tudo é formosura. Não mesmo.

Aprendemos de muitas formas, e quando a vida nos coloca diante de uma situação difícil, na verdade o que ela quer é que sejamos capazes passar por tudo aquilo com resiliência. Com coragem de seguir adiante, apesar de todos os arranhões, é claro. A vida sempre pede mais…

Viver é duro como disse Guimarães Rosa. Mas, tudo depende de quanto estamos dispostos a suportar, a negociar com vida.

Acredite em você. Acredite na sua capacidade de se refazer todas as vezes que for necessário.

Ria, a vida ficar melhor com um sorriso no rosto. Acredite, você pode!..

Imagem pública

Texto: Marii Freire Pereira

Santarém, Pá 11 de fevereiro de 2020