Florbela Espanca

Tortura do pensar! Triste lamento!

Quem nos dera calar a tua voz!

Quem nos dera cá dentro, muitos a sós,

Estrangular a hidra num momento!

E não se quer pensar!..e O pensamento

Sempre a morder- nós!..

Querer apagar no céu- ó sonho atroz! –

O brilho duma estrela, com o vento!..

E mais saga, não…nada se apaga!

Vem sempre rastejando como a vaga..

Vem sempre perguntado: ” O que te resta?…”

Ah! não ser mais que o vago, o infinito!

Ser pedaço de gelo, ser granito,

Ser rugido de tigre na floresta!

Florbela Espanca, Angústia. In: Livro de Mágoas. Lisboa, 1919

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem: brown fresa with dots

Santarém, Pá 13 de Julho de 2020

Mario Quintana

Por favor, não me analise. Não fique procurando cada ponto fraco meu. Se ninguém resiste a uma análise profunda, quando mais eu…

Ciumento, exigente, inseguro, carente, todo cheio de marcas que a vida deixou. Vejo em cada grito de exigência, um pedido de carência, um pedido de amor.

Amor é síntese, é uma integração de dados. Não há que tirar nem por. Não me corte em fatias, ninguém consegue abraçar um pedaço. Me envolva todo em seus braços e eu serei o perfeito amor

Mario Quintana. Amor é síntese

Mensagens 10.com.br

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem: Wikipédia

Santarém, 13 de Julho de 2020

Aerosmith

Eu poderia ficar acordado

Só pra te ouvir respirar

Te ver sorrir enquanto dorme

Enquanto estás longe e sonhando

Eu poderia passar a minha vida

Nesta doce rendição

Eu poderia ficar perdido neste momento pra sempre

Cada instante que passo com você

É um momento que eu valorizo

Eu não poderia fechar meus olhos

Eu não adormecer

Porque eu sentiria sua falta, querida

E eu não quero perder nada

Porque mesmo que eu sonhe com você

O sonho mais doce não serviria

Eu ainda sentiria sua falta, querida

E eu não quero perder nada

Deitado perto de você

Sentindo seu coração bater

E me perguntando o que você está sonhando

Querendo saber se é a mim que você vê

Então eu beijo os seus olhos

E agradeço a Deus por estarmos juntos

É que eu só quero ficar com você

Neste momento pra sempre

Para todo e todo o sempre

Eu não quero fechar meus olhos

Eu quero adormecer

Porque eu sentiria sua falta, querida

E eu não quero perder nada

Porque mesmo que eu sonhe com você

O sonho mais doce não serviria

Eu ainda sentiria sua falta, querida

E eu não quero perder nada

Eu não quero perder um sorriso

Eu não quero perder um beijo

Eu só quero estar com você

Bem aqui com você, assim desse jeito

Eu só quero te abraçar forte

Sinto o seu coração bem perto do meu

E só quero ficar neste momento

Por todo resto do tempo

Yeah ( yeah), yeah (yeah), yeah!

Eu não quero fechar meus olhos

Eu não quero adormecer

Por que eu sentiria sua falta, querida

E eu não quero perder nada

Porque mesmo que eu sonhe com você

O sonho mais doce não serviria

Eu ainda sua falta, querida

E eu não quero perder nada

Eu quero fechar meus olhos

Eu não quero adormecer

Porque eu sentiria sua falta, querida

E eu não quero perder nada

Porque mesmo que eu sonhe com você

O sonho mais doce não serviria

Eu ainda sentiria sua falta, querida

E eu não quero perder nada

Eu não quero fechar meus olhos

Eu não quero adormecer, é

Eu não quero perder nada

Aerosmith. Eu Não Quero Perder Nada

Composição: Daiane Warren.

VEM comigo!

Marii Freire Pereira

Imagem: Beco do Rock

Santarém, 13 de julho de 2020

Tolerância

Até que ponto podemos tolerar as pessoas? Existe um ditado popular que diz ” cuidado com o que você tolera”. Você tem tolerado muita coisa? A experiência com as pessoas que em geral, são diferentes de nós, tem uma certa complexidade. Pois, por mais que tenhamos respeito por suas ações, algumas vezes, suas atitudes, acabam nos machucando.

A pergunta logo no início texto, tem uma função importante que é fazer você refletir. O que você tem tolerado? Cuidado. Muitas pessoas por não saber se impor, acabam sendo o lugar aonde todo mundo joga o seu lixo, ou seja, fala o que quer, o que não é bom, porque em situaçães assim, devemos ficar atentos para não sermos ” bom para o outro ” e ruim para nós mesmos. Quando se percebe que uma pessoa ultrapassa limites, fala coisas que não deve, algo como falta de respeito, e você tolera, ela sempre irá agir daquela forma, porque o errado ou a errada, não é que fala palavras torpes, mas quem as acata.

Às vezes, por essa falta de percepção, e cuidado de nossa parte, acabamos dando munição ao inimigo, porque querendo ou não ele sabe como tocar nas nossas feridas. E aquilo que era para ser defesa, vira um grande problema: a falta de limites.

A questão é, até que ponto é tolerável a ação de uma pessoa? Depende. Se eu a amo, vou medir essa tolerância pelo quanto gosta dela. O simples fato de gostar, já diz muito sobre as minhas escolhas. Todavia, o desrespeito não combina com liberdade que ela tem em relação a minha pessoa. Quem ama tolera, mas dentro de um determinado limite. Passou daquilo, fica impossível manter uma relação saudável.

A idéia que prevalece nesse caso é a de que, se há amor, há limites. Aqui, não falo de uma relação entre um homem e uma mulher, falo de modo geral. Amigos, pai e mãe, tios, trabalho e outros. Tudo o que inspira cuidado, porque essas pessoas, independente da relação estão perto de nós. E a forma com que elas nos trata, mostra quem são é o que perseguem.

O respeito vem sempre em primeiro lugar. Se diante de uma situação, alguém se sentir contrário e partir com atitudes de grosseria para com você, converse com ela sobre esse detalhe. Mas, se a pessoa é do tipo que nunca se ajeita, parta pra outra. Ninguém merece viver com alguém explosivo do lado, porque do contrário,será confronto em cima de confronto.

É preciso ser moderado, sempre. Ser sociável, porque se a pessoa não tentar mudar, o que acontece? A relação acaba sucumbindo. A verdade é que todos nós, gostamos de ser bem tratados. Muitas vezes, isso depende de nós, da nossa forma de tratar o outro. Eu acredito que é possível sempre abrir mão de alguma coisa, digo de um pequeno detalhe para abrir caminhos de uma boa relação. Às vezes, o que falta é um diálogo franco que permite cada um dizer o que pensa sem ofender o outro. Se a relação seguir por esse caminho, sempre inovar e superar quaisquer dificuldade.

Marii Freire Pereira

Imagem: Elo7

Santarém, Pá 13 de Julho de 2020

Rubem Braga

” Não quero ser Deus, nem pai nem mãe de Deus,

Não quero nem lírios nem mundos

Sou pobre e superficial como a Rua do Catete.

Quero a pequena e amada agitação,

A inquietude esquina, aves e ovos, pensões,

Os bondes e tinturaria, os postes,

Os transeuntes, o ônibus Laranjeiras,

Único no mundo que tem a honra de pisar na

[ Rua do Cadete.

( Livro de versos. 3 ed. Rio de Janeiro: Record, 1998. p.5)

Literatura brasileira: William Cereja e Thereza Cochar. Atual. São Paulo, 2013

VEM comigo!

Marii Freire Pereira

Imagem: Weberson Santiago. ( arquivo pessoal)

Santarém, Pá 13 de julho de2020

Simone de Beauvoir

” Nenhum destino biológico, químico, econômico define a forma que a fêmea humana assume no seio da sociedade, é o conjunto da civilização que elabora esse produto intermediário entre o macho e o castrado, que qualificam de fêmea.”

https:// todamateria.com

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Marie Claire UK

Santarém, Pá 13 de julho de 2020

Murilo Mendes

Mamãe vestida de rendas

Tocava piano no caos

Uma noite abriu as asas

Cansada de tanto som,

Equilibrou-se no azul,

De tonta não mais olhou

Para mim, para ninguém!

Cai no álbum de retratos.

Murilo Mendes. Pré-história ( In: Antonio Candido e J. A Castello. Presença da literatura brasileira. 7 ed. São Paulo/ Rio de Janeiro: Difel, 1979. p.185)

Literatura brasileira: William Cereja e Thereza Cochar. Atual. São Paulo, 2013

VEM comigo!

Marii Freire Pereira

Imagem: Ophelia ( 1900- 5) de Odilon Redon. arquivo pessoal

Santarém, Pá 13 de Julho de 2020

Vinicius de Moraes

De tudo ao meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê- lo em cada vão momento

E em seu louvor hei de espalhar meu canto

E rir meu riso e derramar meu pranto

Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure

Quem sabe a morte, angústia de quem vive

Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor ( que tive):

Que não seja imortal, posto que é chamado

Mas que seja infinito enquanto dure.

Vinícius de Moraes. Soneto de fidelidade. ( Idem, p.39)

Literatura brasileira: William Cereja e Thereza Cochar. Atual. São Paulo, 2013

VEM comigo!

Marii Freire Pereira

Imagem: Pinterest. fraenleinwunscfrei.com

Santarém, Pá 13 de Julho de 2020

Fernando Sabino

” Viver devagar é que é bom, e entreviver- se, amando, desejando, sofrendo, avançando e recuando, tirando das coisas ao redor uma íntima compensação, recriando em si mesma a reserva dos outros e vivendo em uníssono. Isso é viver, viver afinal é questão de paciência.

Pensador.com

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem: Pinterest. ohmagicohwonder

Santarém, Pá 12 de Julho de 2020

João Gilberto

Vou te contar os olhos já não podem ver

Coisas que só o coração pode entender

Fundamental e mesmo o amor, e impossível ser feliz

sozinho

O resto e mar, e tudo que eu não sei contar

São coisas lindas que eu tenho pra te dar

Fundamental e mesmo o amor, e impossível ser feliz

sozinho

Da primeira vez era cidade

Da segunda o cais a eternidade

Agora eu já sei

Da onda que se ergueu no mar

E das estrelas que esquecemos de contar

O amor se deixa surpreendente

Enquanto a noite vem nos envolver

João Gilberto. Wave

Compositores: Tom Jobim

Fonte: LyricFind

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem: plus. google.com

Santarém, Pá 12 de Julho de 2020