Privatização

Certa vez, Margareth Thatcher a ” dama de ferro ” disse a uma revista bastante popular que ” As privatizações precisavam ser reavaliadas, pois havia uma nuvem de fumaça por trás da idéia de privatizar as empresasde um país. E quem faz de uso de argumentos favoráveis, na verdade, acaba ocultando elementos rasteiros em razão de avanços enganadores.” De Collor de Mello a Fernando Henrique Cardoso. Essas atividades foram impulsionando de tal modo, que o Brasil vendeu por preços baixos, empresas como Vale do Rio Doce. Infelizmente, esse é um detalhe que vamos por muito tempo recordar.

O Brasil é palco de muitos espetáculos que vai desde, de tragédias ambientes a gestão de empresas estatais, e até estratégias para defender as privatizações. Mas, que usa esses argumentos, certamente são defensores do mínimo, porque vender por exemplo – empresas que são extremamentes importantes para o país, sem pensar nas consequências, no final, terá que lidar com os grandes desconfortos econômicos. A verdade é que, a resposta das privatizações de modo geral, ela não agrada a todos. Porém, vale ressaltar o seguinte: privatizar e um termo que faz parte de acontecimentos históricos de todo país e governo. Todo país tem os seus patrimônios. Talvez, a coisa mais preciosa de tudo isso, seja “o não saber fazer bom uso do que se tem”, ou seja, do que é importante ai crescimento do país.

Do ouro ao a lama ( Mariana) o Brasil vive o drama de desmoralizar as próprias empresas e vendê-las ( Petrobras) para tentar inverter algumas realidades. O brasileiro aplaude? Muitos sim. Aqui, recordo de uma frase do sociólogo Jessé Souza ao dizer que a classe média é feita de imbecil pela elite”. Podera! Inclusive, a colocação de Thatcher aqui se torna clara: ” Ha uma nuvem de fumaça ” que o brasileiro não vê, ou seja, as reais intenções que existem por trás dessas propostas que em geral, a elite defende. A verdade é que não se aplaude uma situação quando se sabe que a conta do prejuízo vem para todos nós. A maior prova do que falo foi o crime de lesa-pátria que foi como disse anteriormente, a venda da Vale.

Todos os governos vendem.

Todos os governos vendem, certamente. Mas, a canalhice é sim, o real desrespeito ao povo brasileiro. A mídia esconde a dimensão de toda negatividade que a privatização gera ao país. As riquezas que temos são entregues naturalmente por exemplo, através de exportações, onde os lucros são privatizados, e o que resta para nós? Falar mal do resto, ou seja, do que ” sobra”. Para o Brasil, geralmente sobra isso ” resto”. Resto da lama, resto do que um dia foi uma fonte de riqueza como o ouro por exemplo, onde sabemos que a extração deste, gera danos ecológicos, etc. A pergunta que se faz é: resta o que ao brasileiro diante disso? Infelizmente, o Brasil carrega a imagem de país que muito privatiza. Enquanto há governos que muito vendem, há os que vendem, mas que também tem a preocupação de procurar procurar estabilizar esse problema. O governo Lula-PT, procurou respeitar às políticas econômicas do país, criando inclusive programas sociais. Já em relação a Dilma Rousseff, o que se pode notar em seu governo, foi que apesar, de passar por um período conturbado, ela não pode vencer os desafios relacionados a questão das privatizações, inclusive de saber discutir com a população sobre as consequências negativas do gera o real sentido privatizar empresas.

A Petrobras, é uma empresa que apesar que ter um significado enorme para o país, vive entre escândalos de corrupção, e a ma vontade, juntamente com interesse de muitos, o que justifica tanta histeria em sua volta, já observaram isso? Sim, Mas é dizer o mínimo éalgo que todos sabem. Agora, desviar o foco é sempre uma boa estratégia para atingir objetivos. Boas empresas e riquezas, sempre tivemos. Mas, quando não se sabe administrar essas coisas, a gente volta ao que o velho Marx dizia a respeito do Brasil: ” ouro o país sempre teve. Isso os colonizadores souberam converter em riqueza a seu favor de forma genial. Tanto que nos roubaram se industrializaram. Quanto a nós? Ah, com ‘o jeitinho brasileiro’ foram nos colonizando aos poucos, e sem muita malícia, fomos ficamos felizes, mesmo com toda miséria que naturalmente nos restou.”

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Fonte: https://www.cartacapital.com.br

Imagem : Revista Glamour- Globo.

Santarém, Pá 6 de Julho de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

4 comentários em “Privatização

    1. Eu acredito que as consequências das privatizações, não são ” bem vista” pela maioria.Eu mesma não concordo. O dinheiro acaba indo para o bolso de alguns, e as benesses de fato, não cabe a todos. Nesta questão sou um pouco de ” Jessé Souza “. Mas, acredito que depende muito de cada governo, digo “saber trabalhar essa questão”. A verdade é que todos privatizações, independentemente de ” A” ou ” B”. Alguns são mais ‘ lesa-pátria ‘.

      Curtido por 1 pessoa

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: