Carlos Drummond de Andrade

” Descobri na pele certos sinais que aos vinte anos não via. Eles dizem o caminho, embora também se acovardem em face a tanta claridade roubada ao tempo.

Mas eu sigo, cada vez menos solitário, em ruas extremamente dispersas, trânsito no canto do homem ou da máquina que roda, aborreço-me de tanta riqueza, jogo-a toda por um número de casa, e ganho.”

Carlos Drummond de Andrade. Idade madura. A Rosa Do Povo. Círculo do Livro. São Paulo, 1945

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Flickr/ Tiradentes _Brasil

Santarém, Pá 11 de março de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “Carlos Drummond de Andrade

Deixe uma resposta para magicamistura Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: