Separar ou consertar a relação

As pessoas quando estão apaixonadas, acreditam no amor eterno. Durante esse período de encaminhamento, elas fazem juras de amor como se fossem viver o resto de suas vidas dentro de um claustro construído no coração. Você pode notar que, quando alguém está apaixonado, ele ou ela só pensam um no outro, no sorriso, nos gestos espontâneos, na delicadeza. O Amor é um sentimento genuíno, não aceita menos do que aquilo que oferece de confortante ao outro. Todavia, a pergunto que faço é: se os sentimentos mudam, como fica tudo aquilo que foi ajustado entre o casal? As pessoas se separam ou tentam consertar a relação? Algumas se separam, já tem aquelas que não.

É sábido que toda ruptura, ela é traumática. Mas, enquanto você insiste, tenta conversar, vai atrás, e tu mais, esse casal consegue lidar com as coisas que machucam. Não é que nessa tentativa, mais as outras ” …trocentas”, você esteja aceitando algo de errado. Nada disso, significa que você assume uma postura de dizer ao outro, que ele é importante pra você, e um afastamento definitivo não é uma coisa boa. Mas, vale a pena tentar….sempre.

Como salvar a relação?

É preciso maturidade para administrar uma relação. Um vai ser sempre o conciliador dos momentos de tensão, e o outro, quem faz a bagunça, brincadeira! Mas, a coisa segue nesse ritmo. Um conserta, o outro vai e faz o que não deve. Vai ser sempre assim, não. Irá chegar o momento em que, a situação de desconforto é inevitável. Por mais que esse casal tente trabalhar os erros da relação, é certo que em algum momento, haverá o confronto agressivo, porque alguém vai se cansar. Então, haverá a tentativa de converter a separação, mas é interessante saber que nem sempre a outra pessoa, quer o mesmo. Neste caso, só o tempo para calcular o valor do que foi desconstruindo.

“Quando você leva os defeitos do outro ao limite, ou seja, deixa de tolerar, sai do conformismo, vai externar isso de forma bruta”.

E Não só:

Vai compreender que guardar mágoas é uma forma se confronto agressivo dentro de si mesmo, porque você passar a trabalhar alternativas como: ” e se eu tivesse feito assim?!”. Infelizmente, o pretérito não é um tempo adequado de se fazer nada, absolutamente nada. O tempo de corrigir é no momento em que se vive. Quando não é possível, é importante secar as lágrimas e procurar viver sem culpa.

A forma mais assertivo de seguir em frente é não procurando fazer do sofrimento uma violência maior do a ausência do outro. Dói em você, mas a sua dignidade permanece, é isso que você deve observar e respeitar em si mesmo. Não há como evitar a dor. Há como respeitar o direito do outro, querer que ele ou ela, consiga ser feliz sem você. A verdade é que, ninguém é obrigado a nos amar. O amor é sempre uma certeza, nunca um ponto de interrogação.

Há casais que optam por tentar consertar todos os desconfortos vividos na relação para não se separar

Há casal que não se contentar com a idéia de separação. Na verdade, é um dos parceiros que não aceita ficar longe um do outro. A dilaceracão é algo que dói. Apesar dos erros, muitos tentam respeitar as regras do amor. Alguns por exemplo, passam inclusive, a valorizar a relação quando sentem na pele a dor de cotovelo corroer […]. É um momento desafiador, pois são essas pessoas que abdicam de muitas coisas para conseguir olhar olho no olho do parceiro e redescobrir o significado do amor. Tem outras que ” deixam pra lá “, porque entendem que dos esforços praticados para salvar a relação, as atitudes foram desonestas, ou sejam, continuaram como antes. E aí, neste caso, não têm muito o que fazer, o que resta de fato é voltar a vida.

O amor é algo que nos faz melhorar como pessoas. É bom querer estar com alguém que correspondam tudo aquilo que se investe nela. Se é um sentimento espontâneo, nem é preciso esforço para duas pessoas buscarem a sua própria felicidade. Agora, se acabou, o que é necessário fazer é ser racional e seguir em frente. Isso também é uma forma de garantir a felicidade do outro, e demonstrar respeito a história que vocês

Como diria Fernando Pessoa: ” Tudo vale a pena se a alma não é pequena”.

Se a alma não é pequena, se o quarto não está desarrumado, se você não se perdeu dentro da sua bagunça…se não sofreu e nem fez ninguém sofrer…o amor vale a pena. Aliás, o amor sempre é um ganho. Vale encontrar quem esteja disposto a lutar por ele junto com você.

“Só o amor constrói as coisas boas que moram dentro de nós!”

Marii Freire Pereira

https://Pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Superela

Santarém, Pá 28 de fevereiro de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “Separar ou consertar a relação

Deixe uma resposta para O Miau do Leão Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: